Motivação, Objetivos, Controle e Persistência
0
 
0 Flares LinkedIn 0 Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Disciplina é uma palavra que tem a mesma etimologia da palavra “discípulo”, que significa “aquele que segue”.

Auto-disciplina é a habilidade de aderir a ações, pensamentos e comportamentos que resultem em crescimento pessoal. Sem disciplina, você nunca irá a lugar nenhum. Uma pessoa sem disciplina pode ter um potencial enorme, mas terá dificuldade de atingir seus objetivos.

Os quatro elementos necessários para desenvolver a auto-disciplina são:
1) Motivação;
2) Objetivos;
3) Auto-controle;
4) Persistência.

COMO FAZER?

No entanto, algumas pessoas acreditam que essa disciplina é, em si mesma, um dom. Quanto a isso, tenho boas notícias. Não é verdade. Disciplina se aprende. E, como um músculo, pode ser treinada. Veja como:

1 – Acabe com as desculpas.
Seres humanos são especialistas em desculpas, e em encontrar bodes expiatórios. O fato de que a situação não está boa, ou de que fulano fez algo que o boicotou não é razão suficiente para que você deixe de fazer todo o possível para ter sucesso e ser feliz.
Lembre-se que cada vez que você atribui um dos seus problemas a uma instituição ou a uma pessoa, você abre mão de seu único poder: o poder sobre si mesmo. Algo ou alguém podem realmente ser a origem dos seus problemas. Mas a solução deles só terá uma origem: você. Portanto, deixe de lado “eles” e o possível mal que lhe causam ou causaram. Pense em como você irá evoluir e vencer.

2 – Comece devagar.
Nenhum campeão de halterofilismo começou levantando 200 quilos. Nem você vai se transformar no que quer ser em um dia. Você também não irá conseguir ser um exemplo de disciplina em apenas um dia.
Mirar alto é bom e é necessário. Mas o sucesso é a soma de pequenos passos. Como um atleta em treinamento, você começará andando, depois andando depressa, depois correndo.
Estabeleça metas modestas – manter seus papéis organizados, ou responder a todos os telefonemas que deve responder. Quando estiver bem treinado, exija mais de si. Como um músculo que se torna mais forte, a disciplina irá se tornar um hábito cada vez mais arraigado a cada vitória sobre si mesmo.

3 – Não há exceções
Uma vez que tenha estabelecido sua meta inicial de disciplina, não faça exceções. Quando começamos a fazer exceções, as exceções se tornam a nova regra. E o seu objetivo vai por água abaixo. Por isso que é preciso começar aos poucos, com coisas que você seja efetivamente capaz de fazer.

4 – Não se considere um messias ou um mártir
Não existe nada mais incomodo do que um ex-fumante que se dedica a “converter” os fumantes na sua campanha contra o fumo. Da mesma forma, O fato de você ter optado por ser uma pessoa disciplinada – e portanto vencedora – não significa que, a partir de agora, você irá exigir que todos ao seu redor vivam pelos seus novos parâmetros.
Também não significa que você irá cumprir as tarefas que se impôs como se fossem uma cruz que carrega. Afinal, se você mantiver os olhos no horizonte, verá sempre a meta que tem à frente. E a disciplina diária será apenas um hábito que incorporou para chegar a essa meta. Portanto, faça um favor a si e aos que vivem com você – faça também da alegria uma nova disciplina.

Motivação, Objetivos, Controle e Persistência


 

Como Podemos Apoiar Seu Desenvolvimento Profissional?

Os campos marcados com * são obrigatórios